Processo de Seleção – Área da educação

Como indicar um professor

A princípio, o processo de escolha dos professores deverá ser realizado através de votação na escola. Nesta eleição devem participar todos os professores e alunos dos Ensinos Fundamental e Médio, sendo que alunos e professores do 1º ao 5º ano votam para a categoria Fundamental I, do 6º ao 9º ano votam para a categoria Fundamental II, e os alunos e professores do 1º ao 3º colegial, votam para a categoria Ensino Médio.

Alunos votam nas cédulas brancas e professores nas cédulas verdes, ambas enviadas pelo Troféu Fumagalli à escola. Dessa forma, a escola deve criar uma comissão composta por três membros: um representante de alunos, um dos professores e um da escola. Essa comissão será responsável pela votação dos alunos e dos professores, até a contagem dos votos, que deverá ser enviada ao Conselho da Escola, contendo os três nomes mais votados pelos alunos e os três nomes mais votados pelos professores, de cada ensino.

O Conselho da Escola deverá então escolher dentre os mais votados um nome de cada categoria, colher informações para seu currículo e cadastrá-lo no site www.trofeufumagalli.com.br, conforme padrão oficial disponível no site.

 

Todos os currículos cadastrados serão enviados para a reunião com uma Comissão formada pela Diretoria Regional de Ensino, com presidência a cargo dos participantes, composta por um representante da Comissão de Educação do Troféu Fumagalli, um Supervisor de Ensino, um Diretor de Escola e um Professor, desde que esse não seja indicado para o Troféu, juntamente com um representante da Secretaria Municipal de Educação, que indicará os cinco melhores currículos de cada categoria para a Comissão de Educação do Troféu Fumagalli, que escolherá quais serão os professores laureados.

 

  • Professores laureados pelo Troféu Fumagalli em edições anteriores;
  • Professores que estiverem lecionando há menos de três anos (não necessariamente na mesma escola);
  • Professores inativos.

 

Professores indicados pelas escolas em campanhas anteriores poderão participar.

O Conselho da Escola deve avaliar os professores de acordo com os seguintes quesitos:

Assiduidade, coleguismo, disponibilidade, desempenho profissional, espírito de cooperação e cívico, liderança, pontualidade, professor/educador e seu relacionamento com os alunos, comunidade e direção da escola.

Dados Pessoais:

  • Nome completo (obrigatório);
  • Endereço completo (obrigatório);
  • Telefone de fácil contato (obrigatório).

Histórico Profissional:

  • Formação Acadêmica (obrigatório);
  • Evolução Profissional
  • contendo a série/ano e matéria em que leciona atualmente (obrigatório)

Integração e Históricos:

  • Integração ao trabalho (obrigatório);
  • Histórico da vida comunitária (obrigatório);
  • Histórico da vida familiar (obrigatório).

Arquivos – anexos:

  • Declaração de Indicação da Escola (obrigatório);
  • Fotos, certificados, currículo (opcional).

Observação: Os currículos que não estiverem com os dados obrigatórios preenchidos corretamente serão automaticamente desclassificados.

Como indicar um aluno

Para esta categoria deverá ser indicado o melhor aluno regularmente matriculado na série concluinte do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, ou seja, só serão válidas inscrições de alunos do 9º ano e do 3º colegial.

A Direção da Escola, em consenso com as análises apresentadas pelos professores, deverá indicar um aluno representante de cada Ensino, cadastrando seu currículo no site www.trofeufumagalli.com.br. Vale lembrar que os currículos dos alunos também seguem um padrão oficial.

 

No mês de junho, os alunos serão convocados por escrito para realizarem a Prova Seletiva dos Alunos Indicados, que acontecerá no final do primeiro semestre escolar.

Uma equipe de professores contratados pelo Troféu Fumagalli é responsável pela elaboração dessas provas, assim como os psicólogos responsáveis pela produção dos testes que serão aplicados antes das mesmas. Será selecionado no dia uma entre as três provas elaboradas.

 

A ficha de identificação preenchida pelo aluno será numerada de acordo com a ordem de entrega dos testes. Em seguida, é aplicada a prova e a redação.

O material de cada aluno é separado de forma que a prova, a redação e o teste estejam anexados e conferidos, todos numerados de acordo com a ordem de entrega.

Todo o material é copiado e entregue a cada um dos três professores, assim como os testes entregues aos psicólogos para avaliação.

É importante ressaltar que os professores e psicólogos do processo não tem acesso aos nomes dos alunos, já que os mesmos são identificados pela numeração acima citada.

Isso acontece para que o processo de escolha seja realizado de maneira imparcial e profissional.

A partir do recebimento das provas, redações e testes avaliados, cada aluno terá quatro notas: uma de cada um dos três professores, referente à sua prova e redação, e uma referente à análise dos testes e redações realizada pelos psicólogos.

A média aritmética destas notas revelará os cinco melhores de cada categoria – fundamental e médio. Só então os nomes serão revelados e seus currículos separados.

Nem sempre quem tem a melhor nota tem o melhor currículo. Não é só o empenho do aluno que é considerado na avaliação da Comissão de Educação: sua atuação na vida escolar, comunitária e familiar são pontos extremamente importantes.

Essa Comissão de Educação é formada por voluntários da área de Educação que participam da Comissão Externa do Troféu Fumagalli. Os mesmos foram selecionados e há muito tempo se dedicam à idoneidade e transparência do processo, sendo os responsáveis pela análise dos currículos selecionados e pela escolha dos dois melhores alunos de cada categoria, os que serão laureados pelo Troféu Fumagalli.

Orientação para cadastramento do currículo do aluno Dados Pessoais:

  • Nome completo (obrigatório);
  • Endereço completo (obrigatório);
  • Telefone de fácil contato (obrigatório).

Históricos:

  • Histórico Escolar
  • Descrever o comportamento dentro da escola, relação com colegas, professores e funcionários, espírito de companheirismo e cívico (obrigatório);
  • Relatar fatos marcantes que aconteceram dentro da escola, a iniciativa e criatividade em atividades extracurriculares (obrigatório);
  • Cursos extracurriculares (obrigatório);
  • Histórico da vida comunitária (obrigatório);
  • Histórico da vida familiar (obrigatório);
  • Pontos a serem destacados (obrigatório).

Arquivos – anexos:

  • Declaração de Indicação da Escola (obrigatório);
  • Fotos, certificados, currículo (opcional).

Observação: Os currículos que não estiverem com os dados obrigatórios preenchidos corretamente serão automaticamente desclassificados.

cartaz educação